segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

PESSOAS E OPORTUNIDADES


Eu não sou de fazer resoluções de fim de ano... mas sempre penso em tudo o que vivi e agradeço por tudo o que aprendi. Agradeço, principalmente, pelas pessoas presentes em minha vida. Pela minha família e pelas amizades.

E estava mexendo em algumas coisas, organizando outras - fim de ano, eu faço isso! - folheando uma das pastas que eu tenho com os poemas que escrevi, fotos que achei por aí e gostei, artigos, entrevistas... e encontrei estas palavras do Goethe:

"Até o momento em que uma pessoa assume um compromisso, há hesitação, há possibilidade de voltar atrás, que é sempre ineficiente quando se trata de todos os atos de iniciativa e criação.

Existe uma verdade elementar cuja ignorância mata incontáveis idéias e planos explêndidos: a de que no exato momento em que a pessoa se compromete definitivamente, então a providência funciona também.

Toda espécie de coisas acontece para ajudar aquilo que, de outro modo, nunca teria acontecido.

O que quer que seja que você for fazer ou sonhar que pode fazer, comece. A coragem tem gênio, poder e mágica em si. Comece agora."



Pensei no seguinte: o ano de 2012 foi um ano "professor", me ensinou muitas coisas. E eu quero que 2013 seja um ano de OPORTUNIDADES. Oportunidades de utilizar o aprendizado - e de aprender ainda mais! Oportunidades de conhecer pessoas e lugares. Oportunidades de criação, de crescimento e de realização.

Então, este é o meu começo! Eis o meu compromisso. Estarei trabalhando, me empenhando pra que isto se torne realidade. Coloco estes meus pensamentos, estas palavras "out there", no mundo...

E, aos novos leitores e seguidores deste blog, quero agradecer pelo suporte. O apoio de vocês dá vida à novas idéias e oportunidades. Como contei aqui, a interação com os leitores é um elemento motivador pra mim. Muito obrigada.

Que tudo de bom e de melhor nos aconteça neste novo ano de 2013!
Saúde. Paz. Amor. Harmonia. Nos corações. Amém.


A gente se fala no ano que vem...

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

ÀS VEZES



Dias agitados. Um pouco cansada, mas cansaço faz bem!
Idéias. Oportunidades. Mente ocupada.
Fazendo e aprendendo.
Sonhos. Objetivos. Planos.
Às vezes o que a gente quer acontece tão facilmente.
Às vezes não.

Às vezes a gente muda.
Às vezes a gente cresce.
A gente só precisa seguir em frente.
Continuar.

Eu quero ver o mundo com olhar atento, aceitando os desafios.
Subir, alcançar o alto da montanha, ampliar os horizontes,
reconhecendo o caminho percorrido. Guardando detalhes.
Às vezes vem uma ansiedade inútil, que atrapalha a visão da paisagem.
E, nestes momentos, eu peço clareza e calma.

Um pouco cansada, mas eu não preciso de descanso. 
Preciso continuar apreciando a caminhada!

E assim, lá vou eu...
Seguindo. Fazendo o meu melhor.
Aprendendo. Confiando.

E que venha o novo ano!


***

Miley Cyrus - The Climb (Lyrics)
"Ain't about how fast I get there
Ain't about what's waiting on the other side
It's the climb

The struggles I'm facing
The chances I'm taking
Sometimes might knock me down 
But no, I'm not breaking

I may not know it 
But these are the moments that
I'm gonna remember most, yeah
Just gotta keep going

And I, I gotta be strong
Just keep pushing on"
...


quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

DE GUARANÁ! (ou Vida de Cão 26)

Então! Longa história curta, eu adoro guaraná. E quando a gente morava na Flórida, eu comprava no supermercado perto de casa, como se estivesse no Rio de Janeiro! Depois que a gente se mudou, fiquei sem o meu guaraná, porque ainda não me empenhei em encontrar um lugar onde comprar. Mas, ao que parece, Papai Noel andou conversando com marido, se comoveu com a minha situação e me deu um pacote inteirinho de presente! Dizer que eu adorei é pouco.

E Soda, neste meio tempo, se interessou logo pelo que estava acontecendo..
.




...  pois estava esperando a vez de receber o presentinho dela. (Que, claro, Papai Noel - com todas as renas que ele tem - sabe bem que bichinho de estimação também merece um presente!)

Eu entreguei o pacote pra ela - com o dog treat que ela adora. Ela abriu, começou a comer o bacon, e nem quis saber de conversa! Reclamou e tudo, quando cheguei perto, como se eu fosse fazer o que ela faz: pegar e sair correndo.

"Claro que não, Girl! Você termina o seu bacon sossegada, que eu vou tomar o meu guaraná!"

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

A PRESENÇA DO NATAL AQUI EM CASA...



O Natal agora está tão perto, que dá pra sentir o cheirinho! Árvore de Natal na sala, presença de familiares, receitas deliciosas...

Como eu comentei aqui, Natal pra mim tem cheiro bom. Cheirinho de família. De aconchego. De comida gostosa feita com todo o amor e carinho. Lembranças da infância. Tradições familiares, novas e antigas!

No sábado, eu e o meu pequeno fizemos cartões de Natal pra ele dar pros primos. E é tão interessante ver o desenvolvimento dele, ano após ano. Agora, com quatro anos, ele realmente está captando todas as informações. A gente vai começando a contar sobre o Natal, ele vai perguntando sobre tudo... e querendo saber como é que Papai Noel vai entrar aqui em casa se a gente nem tem chaminé! Um encanto.

O Natal sempre foi  a minha época do ano favorita! Eu fico pensando em tudo o que aconteceu, desde Janeiro e agradeço a Deus por tudo o que Ele me ensinou. É um momento pra eu "desacelerar" e repor as minhas energias. Momento de fazer mudanças, se for preciso, e de se renovar verdadeiramente as esperanças.

A data também dá lugar às propagandas na tv, às compras - essas coisas. Coisas. Eu gosto da troca de presentes, recebo e dou com carinho e amor, mas Natal é mais que isto. E quando eu tento explicar pro meu filho como tudo começou, do nascimento de Jesus... e vejo a atenção e o interesse com que ele escuta a explicação... a magia do Natal aparece e toca o meu coração!

E, lembrança da minha infância, sempre me vem à cabeça a musiquinha do comercial do Banco Nacional (vídeo aqui) : "Quero ver o amor vencer... Bom Natal / Um Feliz Natal / Muito amor e paz pra você..."

Eu adoro o Natal!

Feliz Natal pra todos!

***

Este post faz parte da Blogagem Coletiva do site Mamães em Rede.Para ler o post dos demais participantes, por favor, clique aqui.




MOMENTOS ESPECIAIS: SORRISOS


Então! Falando de momentos especiais, Papai Noel passou pela vizinhança - acenando lá de cima do caminhão do bombeiro - deixando o Michael na maior felicidade. Foi a primeira vez que ele viu; ficou rindo, todo contente. E como se o encontro tivesse sido marcado antecipadamente, o pequeno estava usando a jaquetinha de fireman e tudo! Lindo de se ver.

E momentos como este - de sorrisos - são tão interessantes.

Outro dia, enquanto eu estava me arrumando, ele pegou uma das minhas peças de roupa, vestiu e saiu correndo pro meu quarto. Eu cheguei logo em seguida, só pra ver ele pulando na cama, todo risonho. E a peça de roupa em questão era a bermuda que eu usei muito durante a minha gravidez, principalmente nos últimos meses, dias - até os últimos momentos, literalmente, quando as contrações começaram a aparecer.

Daí que eu fiquei notando a passagem do tempo... e me vi novamente sentada na cozinha, conversando com ele, enquanto observava o movimento dele na minha barriga. E fiquei olhando a criança cheia de saúde e energia ali na minha frente... Uma benção recebida! "Tão bom ter você aqui, filho."

E ele ri e me faz rir que eu já perdi a conta das vezes em que me faço de zangada de um lado e fico rindo do outro! Acontece só comigo, por aqui?

Não sei. Só sei que é o recurso que eu uso de vez em quando. Por exemplo, quando estava na hora de ele ir pro banheiro tomar banho. Eu avisei, ele correu pra sala. Eu fui buscá-lo, me fiz de zangada... mas morri de rir da cena encontrada - que o menino já estava envolvido em alguma expedição aquática e estava usando máscara de mergulho e tudo! Uma fofura. Ou quando estava na hora de ir dormir e ele seguiu pra cozinha ao invés de ir pro quarto... e quando eu apareci, ele anunciou a novidade: "Mamãe, eu falo Papai Noel, olha só! Rôu. Rôu. Rôu."

Como não sorrir?

Sem contar das vezes que ele conta piada, faz imitações ou responde em tom complicado, quando a gente pede pra ele escolher a sobremesa, tipo: "Eu preferiria mudar a minha opinião." (Rá!)

Cada um. Todos eles. São momentos especiais que a maternidade me proporciona!

E que venham muitos outros...


***
Este post faz parte da Blogagem Coletiva do Recanto das Mamães Blogueiras.
Para ler o post dos demais participantes, por favor, clique aqui.



sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

SIMPLES COMO CONTAR ATÉ TRÊS



Um. Eu gosto de andar descalço no verão - em casa, ou pela grama ou na areia da praia - tanto quanto eu gosto de usar meias no inverno! Eu como que "coleciono" meias, cada uma mais aconchegante que a outra. Só de olhar, já vai chegando uma sensação de conforto. Adoro.

Dois. A coleção de meias não é oficial. Oficial mesmo é a coleção de canecas! Eu tento trazer uma de cada lugar onde eu vou. E tento usá-las de vez em quando. Esta, na foto acima, é uma das minhas favoritas - me alegra logo! E me faz lembrar dos tempos de solteira - quando eu a encontrei - morando no meu apartamento... Lembranças boas.

Três. Eu não sou uma pessoa alta, muito pelo contrário. E quando é que se percebe o lado bom e útil desta realidade? Quando não se é alta o suficiente para bater a testa na porta aberta do armário da cozinha, por exemplo! (Rá.)


Bom final de semana pra todos!

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

DO QUE EU APRENDI (ATÉ AQUI!)




** Eu aprendi porque escrevo aqui. Eu mantenho este blog porque é um desafio pra mim. Um desafio à minha própria opinião sobre o mundo. Um desafio à minha criatividade e aos meus sentidos. Eu escrevo aqui porque eu aprendo. E porque me faz bem.


** Eu aprendi e continuo aprendendo a lidar com o tempo. Tempo pra editar as fotos, pra editar os textos, pra guardar as novas idéias (rabiscá-las anotá-las no papel); pra percebê-las, desenvolvê-las...


** Eu aprendi que a edição (dos textos), pra mim, é importante. Eu não coloco na tela tudo o que me vem à cabeça. Eu tento me concentrar no que eu preciso que o leitor "escute", no que eu preciso que ele saiba e entenda.

Não me interpretem mal! Eu leio, já fiz e vou fazer post dos longos - se for o que pede o coração. Mas vocês não iriam mesmo querer saber de todas as idéias que me aparecem ao mesmo tempo! Faz parte do processo criativo como escritora - e, honestamente, da minha diversão - aparar as arestas, colocar as palavras em ordem de modo que elas façam sentido!


** Eu aprendi que expressar-se assim, na tela, pra todo mundo ver, às vezes... ou na maior parte do tempo... não é fácil. É mais fácil ser leitor do que escrever um comentário, do que ser o autor.


** E aprendi que a interação com outros autores e leitores é um elemento motivador!


At
é...


quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

PRA MIM... PRO MUNDO...


"Tenha a coragem de seguir o seu sonho. Este é o seu presente pro mundo."
 (The Mighty Macs)

Coragem.
Persistência.
Dedicação.
Nem tudo é simples.
O bem existe.

Continue. ACREDITE. Continue.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

ANJOS


Eu estive pensando em anjos. E, aqui em casa - além do meu pequeno Michael - eu tenho vários. Vou citar alguns.... Começando por este lindinho e sereno aí de cima, que fica na cabeceira da minha cama, guardando o meu sono! Há também o que eu dei pra marido num dos nossos aniversários de casamento, que diz:
"O amor é paciente e gentil."

A fofurinha a seguir eu ganhei num dos meus encontros de despedida,
anos atrás, quando eu estava prestes a me mudar para os EUA.


A mensagem na etiqueta (Anjo da Mudança / Gente em Conserva) diz: "Permita-se mudar! Mexa-se! Dê um giro de 180 graus. Dê uma chance para o novo acontecer na sua vida!" Palavras que traduziram perfeitamente
aquele momento.

Há também este aí embaixo. Um projeto que eu fiz logo que cheguei!
Depois encontrei emprego, fiquei ocupada.



E outros...
Eu gosto de tê-los pela casa!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

HOJE


O coração ainda pesado pelo acontecido. Passei por aqui no sábado, pra desabafar, e desabafei com os amigos. Hoje eu ouvi as palavras do presidente para os familiares e os residentes da cidade de Newtown: "Love will see you through it." Também ouvi um psiquiatra na tv falando, entre outras coisas, que o valor da criatividade precisa ser ensinado às nossas crianças, porque quem valoriza a criatividade não destrói. Eu gostaria que nada disto tivesse acontecido. E peço que não venha a acontecer NUNCA MAIS.

Durante a semana também, eu encontrei esta foto aqui. A imagem, as palavras... me confortaram o coração. A tradução diz:

"Você nunca vai ter este dia com seus filhos novamente.
Amanhã, eles serão um pouco mais velhos do que são hoje.
Este dia é um presente. Respire e repare.
Sinta o cheiro deles. Os toque.

Estude seus rostos e pés pequenos e preste atenção.
Saboreie os encantos do presente.
 Aproveite hoje, mamãe.
Quando você menos esperar, j
á terá passado."

~ Jen Hatmaker ~ (laybabylay.com)


E eu não fiz muito por aqui, mas um momento que me ajudou a manter a mente ocupada foi quando nos preparamos pra tirar a foto de Natal da família. Eu gosto de tirar a foto eu mesma... adoro a preparação, a excitação, os risos... as lembranças que se cria! Temos feito isto desde que a Soda chegou. E, pra que todo mundo apareça bem na fotografia - inclusive ela - todo ano, é a mesma coisa:

- "Não! Nessa ela tá olhando pra mim.", e tira-se mais uma.
- "Hã-hã. Nessa ela tá olhando pra baixo."

Então a gente reposiciona a menina de novo, tenta fazer ela ficar confortável e continuar cooperando...

Marido: "Pronto! Ela vai ficar bem aqui."
Eu: "Claro! E eu vou ficar bem aqui... atrás da árvore de Natal!"

Vocês poderiam dizer que seria muito mais fácil deixar a cachorra de fora do evento, que assim dá muito mais trabalho... mas não posso fazer isto, que ela é família! E nós adoramos vê-la nas fotos, ano após ano! "Obrigada, Soda."


Por hoje é tudo, caros leitores!
Uma boa semana pra todos.

sábado, 15 de dezembro de 2012

UMA PRECE. O CORAÇÃO DÓI.





Vocês estão sabendo da tragédia inimaginável que aconteceu em Newtown, Connecticut, no dia de ontem.
Eu chorei. Eu fiquei chocada, sem palavras.
Traumatizada daqui, de longe... sem poder nem imaginar a dor presente no coração dos sobreviventes.
E eu pedi a Deus que, por favor,  proteja o coração dos pais daqueles 20 anjos inocentes.
Das famílias e crianças que sobreviveram.
Deus, olhai por eles. Amém.

E eu abracei o meu filho o mais apertado que eu pude.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

DAS DESCOBERTAS DA SEMANA...



Nesta sexta-feira, eu gostaria de agradecer aos novos leitores que aqui chegaram esta semana! Muito obrigada pela visita. Que bom que eu abri as portas... pra deixar entrar toda esta interatividade!

A troca de idéias, de informação. Criatividade. Inspiração.
A cada dia eu descubro algo novo. E que bom que há muito o que aprender.
Estou adorando!

Obrigada a todos pelo suporte.
Obrigada por compartilharem suas histórias.


A gente se fala...

~~~

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

VIDA DE CÃO 25 ou A qualquer hora...




Soda esteve doentinha esta semana e só agora começa a melhorar. Ver ela tristinha, sem energia, é de cortar
o coração a qualquer hora - até quando a gente precisa levantar às duas da manhã pra levar ela lá fora.

E... minha mãe conta que, quando eu era criança, era só ela dizer que iria fazer eu me sentir melhor que eu
tomava o remédio, fosse o que fosse. Nossa menina também faz assim. Eu chamo, ela vem direitinho, já
sabendo que é pra tomar o remédio que ela não gosta. "Obrigada, Girl!"

---

Numa outra nota, já contei que ela se assusta à toa? Com balãozinho de "Feliz Aniversário!" - preso na caixinha
do correio, balançando pra lá e pra cá - nem se fala!

Nesta época do ano, vira e mexe ela sai correndo... assustada com boneco de neve inflável, no quintal das casas
da vizinhança. Oh, Soda!

---

Te amo, Girl.
Melhora logo.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

QUERIDO PAPAI NOEL...


"... Eu sei que, quando o Michael encontrou com o senhor no final de semana, ele pediu mais um caminhão de bombeiro!

Sei também que, como o senhor presta atenção nas atividades das crianças durante o ano inteiro, é do seu conhecimento o fato de ele já ter recebido - do papai, da mamãe, do tio e dos primos - vários livros, caminhões, além de todos os outros brinquedos relacionados ao tema... desde que ele se interessou pelo mesmo, há dois anos atrás, quando se fantasiou de bombeiro pro Halloween.

E verdade que a lista é variada:

7 chapéus
3 bombeiros
2 uniformes
1 par de botas, 1 cinto
1 extintor, 1 walk-talk
1 machadinho, 1 máscara pros olhos
1 caminhão grande, 3 médios, 1 miniatura
Livros... Tô esquecendo alguma coisa?

Porém, no caso de o senhor estar se perguntando se ele vai mesmo usar outro (que "precisar", o senhor sabe, não é o verbo a ser utilizado neste momento), estou aqui pra lhe dizer que vai sim - que no coração da criança tem espaço de sobra e sempre cabe mais um! Ele brinca direitinho com todos eles.

Eu e o pai dele estamos aqui como testemunhas. A gente brinca com ele todo dia e o pequeno dá sempre um jeitinho de alguma emergência acontecer - um incêndio no quarto, alguém preso no banheiro ou se afogando nas águas da imaginação - e de os outros participantes das brincadeiras... Pooh, Woody, os piratas, Capitão Gancho e todo mundo... precisarem da ajuda do bombeiro.

Então, só pra esclarecer, pode aumentar a lista, sim!
Sem problema.

Obrigada pela atenção, Papai Noel.
Até o Natal!

A Mãe do Michael."


terça-feira, 11 de dezembro de 2012

FALANDO DE...












Eu estava organizando meus e-mails... e encontrei um que recebi há uns meses atrás, o qual gostaria de compartilhar com vocês. Este link AQUI irá levá-los ao video da apresentação (visto umas 2 milhões de vezes!), com tradução disponível em Português.

Não sei se vocês já conhecem o lindo trabalho da poeta Sara Kay. Eu não tenho uma filha, mas sou filha - e mãe - e mulher. E as palavras dela, pra mim, são uma inspiração.

Falam de nós. Pessoas. Indivíduos. Trazem pra perto tudo de bom que há dentro da gente, que nasce com a gente... e que, às vezes, o mundo agitado, os compromissos, experiências... afastam de nós.


"... Mas eu quero que ela saiba que este mundo é feito de açucar. Pode se esfarelar tão facilmente, mas não tenha medo de esticar a língua e experimentá-lo." (Sara Kay/"B"/TED Talks)

"E eu? Bem, nem eu, mas eu vejo o impossível todo dia. Impossível é tentar se relacionar neste mundo, tentar se apoiar nos outros quando as coisas estão explodindo ao seu redor, sabendo que enquanto você fala, eles não estão apenas esperando a vez de falar - eles ouvem você. Eles sentem exatamente o que você sente, ao mesmo tempo que você sente. E para o que me esforço toda vez que abro a boca - essa impossível conexão." (Sara Kay/TED Talks)


E ela só tem vinte e quatro anos!
Maravilha.



*O post original pode ser encontrado aqui.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

NOSSOS MOMENTOS ou Dia e Noite!


Ok, vamos combinar que... o meu pequeno não precisa mais que eu o pegue no colo e o traga pra sala, pela manhã... mas eu preciso!

Que este, pra mim, é um dos nossos momentos  especiais - aqueles que só acontecem entre nós dois e dos quais eu vou me lembrar pra sempre e vou contar pra ele mais tarde.

E eu digo que preciso porque sentir aquele cheirinho de criança quando acorda, ter ele agarradinho no meu pescoço, encostando o rostinho no meu, bochecha com bochecha...

Ah! É tão maravilhoso!

E eu fico pensando: "Por quanto tempo mais a gente vai fazer isto, não é mesmo?" Que o desenvolvimento da criança traz novidade todo dia! Tudo muda o tempo todo. Então, até que algo mude, até que ele se canse... que eu não me canso, não... eu vou aproveitando!

Um outro momento nosso, que também é muito especial pra mim, acontece durante a noite.

Verdade que eu não preciso entrar no quartinho dele, colocar a mão nele pra sentir que ele está respirando, como se ele ainda fosse um bebê... mas eu faço mesmo assim! Faço porque, mesmo após quatro anos, a cada vez que eu sinto a respiração dele, me conforta. E eu penso no quanto que nós esperamos por ele... e no privilégio que é ter ele na vida da gente!

E olhar pra ele dormindo, me encanta e me coloca um sorriso no rosto porque a criança que dorme tão tranquila e relaxada... é tão diferente do menino serelepe, cheio de energia e histórias pra contar, quando acorda!


"Obrigada, filho, por estes nossos momentos. Eu vou lhe contar sobre eles... Te amo. Sua mãe."


***

Este post faz parte da Blogagem Coletiva do Recanto das Mamães Blogueiras.
Para ler o post dos demais participantes, por favor, clique aqui.



sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

O MUNDO!


Eu estava organizando umas revistas, quando encontrei esta frase: "A maneira como você enxerga o mundo depende de como você olha." (Kenneth Cole/Revista Vogue/Março 2012)


Duas músicas me vieram à cabeça:
What a Wonderful World / Louis Armstrong - VÍDEO AQUI ou aqui./ (letra)
I don't want to be / Gavin DeGraw - VÍDEO AQUI ou aqui. / (letra)


E você, quando olha, o que vê?

~~~

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

PRA QUEM QUER SABER!


O aprendizado de outra lingua é uma das minhas paixões. É uma das coisas mais interessantes que há. (Além de avião!)

Pra mim, tem haver com o poder da comunicação.

Entender o que você não entendia... expressar-se com a clareza que você não conseguia... é algo libertador!

E claro que, pra cada pessoa, a importância de se aprender Inglês varia. Eu aprendi porque tive o interesse e a oportunidade (de ter ótimos professores, de poder viajar, de vir morar nos EUA, de meu marido só falar Inglês) - e porque me empenhei bastante!


E se a minha história puder ajudar alguém, de alguma maneira... Vou escrevendo aqui sobre a minhas experiências! Aqui vão as três primeiras perguntas:


* Como você aprendeu Inglês?
- O básico na escola, em cursinho e com letras de música.


* Quanto tempo levou pra você "entender tudo"?
- Assim que eu me mudei para os EUA, meu vocabulário ainda era o que eu considero limitado. Vendo tv, eu não entendia o que estava sendo falado. E havia uma apresentadora que falava muito rápido. Sem trabalho, sem conhecer ninguém, eu fiquei na frente do aparelho de tv, ouvindo e prestando atenção em tudo... e decidi que, no dia em que eu fosse capaz de entender o que ela dizia,  eu estaria pronta para ir procurar emprego. E foi o que eu fiz em cerca de seis meses! Comecei a me sentir mais confortável... Aprendi muito mais depois disso e continuo aprendendo. Aos poucos, o progresso vai acontecendo!


 * Qual o melhor conselho que você já recebeu, que ajudou você a aprender Inglês?
- "Compre um dicionário Inglês / Inglês." Eu percebi que, ao procurar o significado de uma palavra, eu acabava aprendendo o significado de outras - que faziam parte da definição. Até hoje eu faço isto. E este processo me ajudou também a ficar atenta ao contexto no qual a palavra estava/está sendo utilizada.



Até a próxima...

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

VIDA DE CÃO 24 ou Do que eles ensinam...



Eu li um artigo falando das coisas que a gente pode aprender com o nosso bichinho de estimação, como:

Viver o momento.
Não guardar rancor.
Demonstrar que ama.
Brincar.
Se exercitar.
Relaxar.

E o interessante em tudo isto, pra mim, é a intensidade e a entrega.
Tudo completamente e intensamente.

Amam intensamente.
Brincam intensamente.
Vivem intensamente!
Cada momento.

---

E além do que eu aprendo, há o que eu escuto regularmentede adultos e crianças, enquanto eu ando com a Soda pela rua:

"Qual é a raça do seu cachorro?"
"Que linda!"
"Ela parece uma raposa." (Especialmente as crianças!)

---

Eu te amo, Girl!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

DAQUILO QUE ME FAZ BEM!




- Eu gosto dos breves momentos, quando o tempo parece parar!
Acreditem ou não. Um belo momento, que faz o tempo parar pra mim, acontece enquanto eu dirijo o meu carro. Dirigir, às vezes, pode ser estressante, não é mesmo? Mas toda vez que alguém para* pra deixar eu passar... e vice-versa, toda vez que eu vejo a mão do outro motorista levantada, no ar - em agradecimento - eu sempre acho lindo o momento. A gentileza!  Pra mim, é a nossa natureza se manifestando. O bem, em nós, se apresentando outra vez!

O tempo também parece parar por um breve momento quando, após dias de frio, chega o Sol e me aquece por fora e por dentro! Eu tenho uma sensação de proteção.


- Eu gosto de dar e receber abraço!
Uma das coisas que eu mais gosto é abraço! Mas não o "quase abraço", aquele que "vai mas não vai"... uma batidinha nas costas. Gosto de abraçar com vontade. Um abraço apertado, eu aprendi, é tão maravilhoso! Quando a gente abraça, ter alguém assim, tão perto do coração... pra mim, é algo especial.


- Eu gosto das pequenas surpresas, coisas simples...
Semana passada eu entrei numa lojinha e comprei um pretzel. E, pra minha surpresa, aquele foi o pretzel mais gostoso de todos os tempos! Derretia na boca... Contei pra marido e, dias depois, a gente voltou lá. Nos três - eu, ele e o nosso pequeno - sentados no banco, saboreando o pretzel, foi tão bom! Marido virou pra mim e disse: "Os simples prazeres da Vida, hã?!"

Adorei ser pega de surpresa daquele jeito.


- Eu gosto de deixar a imaginação correr solta.
Sabe aqueles momentos quando a imaginação não tem limite? Quando se pensa em coisas boas e um sorriso já vai começando a surgir? Eu adoro fazer isto! Pensar nas possibilidades do Presente, nas oportunidades do Futuro, no que há pra aprender, fazer, descobrir...

E outro dia eu ouvi que "seja a pessoa pessimista ou otimista, a Vida encontra uma maneira de provar que ela está certa...", algo parecido. De acordo com as minhas experiências, tal idéia faz sentido. Então, havendo a possibilidade de acontecer assim... quero ter o que há de melhor, na cabeça e no coração. Pra deixar claro pra Vida, e pra mim mesma, qual é a minha intenção!

---


*De acordo com a nova regra de ortografia, "para" - como em "alguém para pra eu passar" - não tem acento. Ainda não me acostumei...